Cardápios

Domingo de sol, pássaros cantando e brisa amena. Um dia lindo e clichê, ainda que eu não me lembre exatamente de como são os dias clichês. Nunca reparei muito no tempo. Este é um dia especial.

Sentado em minha cama, de pijama, releio (ainda atônito) minha carta de aprovação no emprego em uma das mais criativas e conceituadas agências de publicidade. É um passo largo em direção ao meu sonho. Estou radiante; este é meu último dia de folga e decido torná-lo tão especial quanto minha vida será. Para começar, um desjejum na cafeteria que vende as melhores panquecas que já comi em toda minha vida. Inesquecíveis. Este é um grande dia!

As panquecas eram inesquecíveis, mas a localização da cafeteria não. Ando muito até achar o lugar; as ruas parecem diferentes e tenho que descansar algumas vezes antes de encontrá-lo. Nada vem sem esforço.

Entro e o garçom acena com a cabeça. “Mesa de sempre, Sr. Frederico?”. Mesa de sempre? Não me lembro de ter uma “mesa de sempre”… E como ele sabe meu nome? Ou melhor, o nome que deram para mim, o que é muito diferente. Fred é o meu nome, esse é o que escolhi para mim. Fred. “Sim, por favor” respondo educadamente. O garçom me conduz a uma mesa no canto, longe dos demais. Antes eu ficaria em dúvida se sou especial ou um excluído, mas hoje não. Eu sou especial.

“Deixe-me adivinhar: torradas com mel e água natural, Sr. Frederico?”. Torradas com mel? Que tipo de garçom oferece torradas com mel? Não, eu não quero nada disso. Duvido, inclusive, que alguém queira. “Panquecas com framboesa, por favor. E um cappuccino duplo sem canela”. O garçom balança positivamente a cabeça. Sinto pena dele.

Deve ser difícil ser garçom. Você trabalha o dia inteiro tentando agradar os outros para ganhar pouco e rezar por alguma gorjeta decente. Não que eu não esteja habituado a agradar chefes e clientes, mas é totalmente diferente. No meu novo emprego, por exemplo, terei perspectiva. Sim, eu poderei subir na carreira, ter novos desafios, criar. E outra: ainda que eu tenha sido contratado como autônomo e meu salário fixo seja baixo, ganharei 0,10% de comissão sobre todos os negócios que eu fechar. Só depende de mim.

A verdade é que as pessoas são muito acomodadas. Imagino todos os sonhos que esse garçom abandonou para servir mesas. Eu também posterguei alguns, claro, mas é diferente. Sempre sonhei em ser músico e em escrever um livro, mas no momento estou focado na minha carreira. Prioridades. Ainda sim, vou me dedicar ao livro nas horas vagas e, um dia, publicar. Um garçom não faria isso; aposto que ele usa suas horas vagas vendo TV. Eu também gasto algumas com a internet, mas a TV é passiva e a internet é interativa. É bem diferente.

Passam-se quinze minutos e nada das minhas panquecas. Chamo o garçom, pergunto se estão vindo e, para minha surpresa, ele diz que não. “Não?” – indago. “Não” – ele responde. “E por quê?” – pergunto. “Sr. Frederico, espero que saiba apreciar sinceridades: esqueci de pedir à cozinha. Mas vou providenciar prontamente, com licença”. Inacreditável, estou sendo servido por um garçom incapaz de memorizar um pedido com dois itens. Deve ser por isso que virou garçom ao invés de ter uma carreira de verdade. Mas não vou deixar isso estragar meu dia. As panquecas compensam.

Mais dez minutos se passam e o garçom volta à minha mesa com um prato nas mãos. “Aqui está, Sr. Frederico. Torradas com mel”. Torradas com mel!? Não acredito no que estou vendo! Este garçom indolente demora quase meia hora e serviu as malditas torradas com mel? “Estou farto desse atendimento!” disse em voz alta. “Não quero mais falar com você. Chame seu gerente imediatamente antes que eu arranje uma confusão de verdade”. É um absurdo!

O garçom olha para mim com sobrancelhas indiferentes e demora alguns segundos antes de se mexer, o que me deixa ainda mais irritado. Fico em dúvida se ele quer me provocar ou não, mas creio que não. Acho que ele só não se importa. Ninguém se importa.

O gerente chega à mesa.

– Pois não, Sr. Frederico.

– Primeiro eu gostaria de dizer que ninguém me chama de Frederico. Meu nome é Fred. Fred! Ok? Aliás, qual é o seu nome?

– Carlos.

– Ok, Carlos. É o seguinte: seu garçom ofereceu torradas com mel e eu disse que queria panquecas com framboesa. Quinze minutos depois, perguntei sobre minha comida e ele confessou que havia esquecido de pedir à cozinha. Fui compreensivo, mas dez minutos depois meu prato chegou e adivinhe o que ele trouxe? Torradas com mel!

– Nós só servimos torradas com mel, Sr. Frederico.

– O que? Como assim “só servem torradas com mel”? Seu cardápio tem 33 tipos de panqueca e você vem me dizer que só servem torradas com mel?!

– Sim, isso mesmo. Neste cardápio, nada é verdade.

– Isto só pode ser uma brincadeira. Não quero mais comer aqui. Cancele tudo, eu me recuso! Se vocês não servem panquecas, vou a um lugar que sirva!

– Panquecas não existem, Sr. Frederico. Coisas da vida.

Panquecas não existem… Estou tão irritado que não sei nem o que dizer! Cansei deste cara, é o gerente mais despreparado que já encontrei em toda minha vida. Levanto, ignoro-o e saio da cafeteria sem olhar para trás. Para mim, este lugar é passado, nunca mais voltarei. É uma questão de princípios.

Caminho para longe da cafeteria e, curiosamente, sinto uma sensação familiar… O vento aumenta sua intensidade e começo a lembrar de que eu realmente costumava comer torradas com mel… Não que isso tenha relevância, pouco importa. Aquela situação foi absurda, um verdadeiro ultraje. E este ainda é um dia especial. Mereço panquecas com framboesa.

O vento sopra forte e minha fome só faz aumentar.

Será que as torradas ainda estão à mesa?

Duvido.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em @arturdotcom

2 Respostas para “Cardápios

  1. aah, artr, que satisfação; vou até te dar uma gorjeta extra: ❤

  2. Anônimo

    artur, parabéns pelo texto cara, adoro seus contos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s